Bem-vindo Visitante

SOBE A PARTICIPAÇÃO DOS FUNDOS NO PIB GLOBAL

Data: 18/04/2013

Estudo sobre o comportamento dos fundos de pensão dos 13 países com os sistemas de previdência complementar mais desenvolvidos, produzido mundialmente pela Towers Watson, mostra que eles encerraram 2012 com ativos correspondendo na média a 78% do PIB global. Um percentual que embute uma notícia boa e outra menos agradável para o Brasil.

A notícia menos boa é que o tamanho do sistema brasileiro de fundos de pensão em relação ao PIB, hoje na altura dos 16%, é muito inferior ao verificado nos demais países, ficando à frente unicamente da França. A boa é que  o  Brasil é o que apresentou o maior crescimento no valor total dos ativos nos últimos 10 anos, em dólares. Analisando essa característica ainda vigente de crescimento demográfico e a taxa de crescimento dos mercados emergentes frente aos países desenvolvidos, é possível afirmar  que nos próximos anos a relevância do mercado brasileiro de fundos de pensão será ainda maior.

Os ativos dos fundos de pensão desses 13 principais mercados do mundo cresceram 9% em 2012, chegando a US$30 trilhões, de acordo com a pesquisa Global Pension Assets Study da Towers Watson. Esse aumento confirma a tendência iniciada em 2009, quando os recursos apresentaram aumento de 17%. Por outro lado, contrasta com a expressiva queda de 21% em 2008, que levou os ativos de volta aos níveis de 2006. Os fundos de pensão globais vêm crescendo a uma média de mais de 7% por ano (em dólares) desde 2002, quando estavam na metade do seu nível atual.

 

Fonte: ABRAPP



Email
Estado