Bem vindo Visitante

Paim classifica de perversas as reformas trabalhista e previdenciária de Temer

Data: 14/06/2017

O senador Paulo Paim (PT-RS) criticou em Plenário nesta terça-feira (13) as as reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo governo de Michel Temer. Paim é autor de um voto em separado que tenta barrar na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) as alterações na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Outros quatro parlamentares de oposição apresentaram votos em separado contra a reforma trabalhista (PLC 38/2017).

Paim afirmou que a proposta só interessa aos grandes empresários do país. E, ao contrário do que defende o governo, o texto não vai gerar novos empregos. A votação da matéria na CAS está prevista para o dia 20 de junho. O parlamentar disse ainda que nem integrantes da base de apoio do presidente Michel Temer têm defendido as reformas no Senado.

— Começamos o debate às 10h e terminamos às 18h30. Nenhum senador defendeu a dita reforma trabalhista porque eles estão encabulados. A sua base está envergonhada, presidente Temer. A sua base está constrangida. As reformas são tão perversas que, quanto mais eu leio, mais eu me assusto.

Fonte: Senado Federal


Últimas Notícias