Bem-vindo Visitante

INSS desaponta os candidatos

Data: 21/12/2011

O concurso público para o INSS será realizado em 12 de fevereiro de 2012, mas suas inscrições já estão abertas e seguem até 11 de janeiro. A oportunidade de ingressar num órgão federal com remuneração de até R$ 5 mil mensais tem feito muitas pessoas se dedicarem aos estudos, visando serem contempladas com uma vaga num dos empregos mais estáveis que existem. 

Entretanto, o número de vagas disponíveis não tem alegrado muito aos “concurseiros” de plantão. Para o referido concurso, no cargo de Técnico do Seguro Social, de nível médio, serão ofertadas apenas 41 vagas no Estado, divididas em 26 cidades. Em Cuiabá, por exemplo, haverá apenas uma vaga. 

Já para Perito Médico Previdenciário são somente seis vagas em Mato Grosso, nas cidades de Confresa, Matupá, Nova Mutum, Pontes e Lacerda, São Feliz do Araguaia e Várzea Grande. 

Apesar de poucas ofertas, o coordenador do Fato Cursos e Concursos, Gênesis Barbará, avalia como satisfatória a quantia de empregos disponibilizados. 

Ele diz que não há quase ofertas com esse salário para pessoas que possuem apenas o nível médio – sem faculdade. “O salário é bem interessante e, por isso, muita gente não se importa em ter que mudar de cidade. As pessoas se esforçam para passar”, explica. 

O coordenador diz que existem pessoas que investem alto para fortalecer os estudos e que inclusive possui em sua escola algumas pessoas que passam o dia todo estudando com o único foco de ser aprovado num concurso público. 

Uma estudante que preferiu não se identificar explicou à reportagem que o investimento médio para se matricular em uma instituição que visa a preparar interessados para disputar vagas de concursos é em média de R$ 800 a cada dois meses, fora o transporte, alimentação e material didático. 

Ela pontua que a divulgação do edital para o concurso do INSS desapontou grande parte dos interessados no cargo. “Muitos colegas desistiram de tentar passar na prova, já que foi ofertada apenas uma vaga para Cuiabá”, explica. 

A estudante pondera que não entendeu qual foi a dinâmica para distribuir as ofertas, pois no interior haveriam cidades bem menores que a Capital, mas, no entanto, com três vagas disponíveis para a mesma prova. Ao todo a Receita Federal distribuiu 1.500 vagas para todo o Brasil.

Fonte: Diário de Cuiabá.