Logo Ieprev

Manuais voltar

Compartilhe:

CÁLCULO DE DESAPOSENTAÇÃO

Acesse o simulador de cálculo de Desaposentação

Veja aqui videoaula de utilização do simulador

Baixar manual em PDF

MANUAL DO SIMULADOR DE CÁLCULO DE DESAPOSENTAÇÃO

Esse sistema é aplicado para os segurados filiados ao INSS - Instituto Nacional do Seguro Social que, não obstante já tenham se aposentado, continuaram exercendo atividade remunerada e contribuindo para o Regime Geral de Previdência Social e assim com mais tempo de contribuição e idade mais avançada poderão obter um benefício mais vantajoso.

É importante que o operador do Direito antes de ingressar com uma ação judicial requerendo a concessão de outro benefício em substituição ao primeiro tenha plena convicção de que o cálculo da segunda aposentadoria será mais vantajoso, evitando-se prejuízos aos seus clientes. Nesse sentido, recomenda-se solicitar ao cliente a relação dos salários-de-contribuição constantes do CNIS (CADASTRO NACIONAL DE INFORMAÇÕES SOCIAIS) para inserir as informações no simulador de cálculo e, desta forma, instruir a petição inicial, sobretudo uma ação mandamental, com os elementos de cálculo aptos a demonstrar a vantagem econômica ao segurado.

Clicar no cálculo de "Desaposentação".

Nos campos presentes em  , o usuário deverá preencher as principais informações cadastrais do segurado, com principal destaque para nome, a data de nascimento e data da primeira filiação ao INSS e sexo.

Clicar em “Salvar e Continuar”, caso queira salvar somente os dados do segurado em “Lista de segurado” Clicar em “Salvar”.

Nos campos presentes em “Adicionar Informações para o Cálculo”, o usuário deverá preencher “Data do Início do primeiro Benefício – DIB”, “Período para início de benefício”, “Espécie”, “Contribuição Primária”, “Contribuição Secundária” e Carência os dois últimos se necessário. O usuário deverá ter extrema atenção para preencher o Tempo de Contribuição.

Obs. Em tese deverá ser digitando nestes campos os valores base do cálculo do benefício concedido administrativamente que é o objeto da desaposentação que será “substituído” para os parâmetros de cálculo do segundo benefício solicitado na sequência.

Clicar em “Inserir”.

Em seguida o usuário deverá preencher “Data do Início do segundo Benefício – DIB”, seguindo o mesmo critério acima.

Obs. Em tese deverá ser digitando nestes campos os valores base do cálculo do novo benefício a ser concedido judicialmente e que será o objeto da desaposentação que “substituirá” os parâmetros de cálculo do primeiro benefício solicitado anteriormente.

Clicar em “Inserir”.

O preenchimento do tempo total contribuição deverá ser feito na atividade primária. Somente haverá preenchimento do campo da atividade secundária caso existam períodos concomitantes. Por exemplo: um segurado promoveu o recolhimento de 35 anos como empregado e simultaneamente contribuiu em outra atividade um período de 15 anos. Nessa hipótese, como se trata de períodos concomitantes deverá ser preenchido o período trabalhado na atividade secundária.

As informações inseridas anteriormente serão registradas na Tabela abaixo de “Cálculos cadastrados”. Você poderá inserir quantos grupos de cálculos quiser com variações de espécie (tipo de beneficio), Período para Início do Benefício, Tempo de Contribuição e Carência, no intuito de simular mais de uma possibilidade de Desaposentação para o mesmo segurado.

Em “Cálculos cadastrados” serão apresentados quatro ícones:

Clicar no ícone “Inserir valores de Contribuição” 

Nos campos presentes em “Informar Valor de Contribuição” serão inseridos todos os salários de contribuição do segurado. O painel de inserção permite que o usuário digite mês a mês ou digite vários períodos de uma única vez, desde que o salário-de-contribuição não tenha sofrido alterações. Exemplo:

Para que o usuário digite mês a mês salários de contribuição variáveis:

De: 07/1994

Ate: 07/1994

Valor: R$ 820,00

Tipo da Contribuição: Selecionar Primaria ou Secundária

Clicar em “Inserir Período”.

O sistema apresentara a tabela de Contribuição com o valor de R$ 820,00 preenchido no mês de julho de 1994.

Para inserir intervalos de tempo onde o salário de contribuição não sofreu alteração basta inserir o intervalo inteiro como no exemplo:

De: 08/1994

Ate: 12/1996

Valor: R$ 1.300,00

Tipo da Contribuição: Selecionar Primaria ou Secundária

Clicar em “Inserir Período”.

O sistema apresentara a tabela de Contribuição com o valor de R$ 1.300,00 preenchidos em todos os meses a partir de 08/1994 ate 12/1996. Inserir todos os salários até a última contribuição que no exemplo é dezembro de 2011 conforme a DIB do segundo beneficio de 01/12/2011.

Clicar em .

Para “editar” valores clicar no ícone , para “excluir” cálculos cadastrados clicar no ícone  . Para “visualizar o resultado” do cálculo cadastrado clicar no ícone  .

Obs. Após apresentação da tabela o usuário poderá alterar manualmente qualquer valor diretamente na tabela. Importante ressaltar que a tabela de salário de contribuição será única para aquele grupo cadastrado, No caso em que se tenha de alterar os valores de salário de contribuição quando se cria outro grupo de cálculo, o sistema reutilizará os valores da tabela de salários de contribuição do grupo anterior, permitindo também edição dos valores.

Após clicar em “Realizar Cálculo” será exibido a pagina com os resultados com base nas duas DIB’s cadastradas anteriormente, exibindo a RMI do primeiro e segundo benefícios.

Obs. Ao calcular uma aposentadoria o usuário terá a opção de calcular “Sem a IN 45”. Para aposentadoria especial, aposentadorias por idade e tempo de contribuição, inclusive de professor, com benefícios concedidos a partir de 11/08/2010 e filiação até 28/11/1999,  no que diz respeito ao descarte dos 20% menores salários de contribuição, o IEPREV se fundamenta na Instrução Normativa - PRESIDENTE INSS nº 45 de 06.08.2010, Art. 175. Caso o usuário não queira realizar o cálculo com base na Instrução Normativa acima, basta clicar no botão “Sem a IN 45”. O calculo será realizado com base na LEI Nº 8.213 - DE 24 DE JULHO DE 1991, Art. 29.  Ressalta se que é de inteira responsabilidade do usuário a interpretação dessas leis para cada caso. O usuário também poderá encontrar as opções “Mostrar reajuste administrativos”, tendo necessidade ou interesse de fazer novos cálculos ele deverá clicar em “Informações de Cálculos” e cadastrar novos cálculos. Clicar diretamente em “Realizar Cálculo” caso não haja necessidade de editar nem um salário de contribuição, pois os mesmos já estão registrados para o segurado anteriormente e será utilizado para todos os cálculos do mesmo segurado.segue imagem como exemplo

Para comparar as duas RMI’s e saber os valores devidos clicar em “Exportar para Atrasados”, as informações do cálculo serão transferidas automaticamente para o link de “Benefícios atrasados”. 

Não é necessário o preenchimento dos campos em branco.

Clicar em “Calcular Atrasados”.

O resultado do valor da Desaposentação poderá ser visualizado na “Conclusão” em “Última Renda Mensal Judicialmente” e no “Resultado” em “Benefício devido” e “Benefício Recebido”.

Obs. Nesta página constará se o segurado tem, ou não, direito aos benefícios previdenciários selecionados, bem como o valor dos mesmos. Caso o usuário encontre qualquer incongruência no cálculo favor escrever imediatamente para o e-mail ieprev@ieprev.com.br para que o problema seja solucionado. Ao fim de cada cálculo o usuário poderá clicar em visualizar para impressão. Para criar um novo segurado ou fazer buscas de segurados já cadastrados clicar em “Selecionar segurado” no fim da página de resultado, ou “Criar/Buscar segurado” no inicio da mesma página.


Faça parte das nossas redes sociais